Cadastre seu E-mail...

segunda-feira, 8 de setembro de 2008

INDEPENDÊNCIA OU MORTE X DEPENDÊNCIA E VIDA

Comemorou-se ontem um fato histórico importante para o Brasil, o dia em que D. Pedro I, declarou em altos brados o grito de INDEPENDÊNCIA ou MORTE! O Brasil estava finalmente livre do jugo de Portugal. Entretanto, no plano espiritual ocorre exatamente o oposto. O nosso grito deve ser DEPENDÊNCIA e VIDA! Não há como ser diferente. A carreira cristã pressupõe uma vida de INTEIRA DEPENDÊNCIA DE DEUS. Os seguidores do Senhor Jesus Cristo, sua mãe e Ele próprio, deixaram isso bem claro:
João Batista, o precursor de Cristo, disse: “É necessário que ele cresça e que eu diminua.”

Jesus Cristo, nosso Senhor e modelo perfeito, o Filho de Deus, reconhecia sua dependência do Pai, ele disse:
João 5:19: “Na verdade, na verdade vos digo que o Filho por si mesmo não pode fazer coisa alguma, se o não vir fazer o Pai; porque tudo quanto ele faz, o Filho o faz igualmente.”
João 6:38:“Porque eu desci do céu, não para fazer a minha vontade, mas a vontade daquele que me enviou.”
João 8:28,29:“Quando levantardes o Filho do homem, então conhecereis quem eu sou, e que nada faço por mim mesmo; mas falo como meu Pai me ensinou. E aquele que me enviou está comigo. O Pai não me tem deixado só, porque eu faço sempre o que lhe agrada”.
João 12:49:“Porque eu não tenho falado de mim mesmo; mas o Pai, que me enviou, ele me deu mandamento sobre o que hei de dizer e sobre o que hei de falar”.
João 14:10 :“Não crês tu que eu estou no Pai, e que o Pai está em mim? As palavras que eu vos digo não as digo de mim mesmo, mas o Pai, que está em mim, é quem faz as obras”. .
João 15: 4, 5,7:“Estais em mim, e eu em vós; como a vara de si mesma não pode dar fruto, se não estiver na videira, assim também vós, se não estiverdes em mim. Eu sou a videira, vós as varas; quem está em mim, e eu nele, esse dá muito fruto; porque sem mim nada podeis fazer
João 17:4,7: “Eu glorifiquei-te na terra, tendo consumado a obra que me deste a fazer.Agora já têm conhecido que tudo quanto me deste provém de ti”;

Até mesmo Maria, sua mãe, compreendeu que ele não poderia obedecer ao seu pedido, pois Ele estava submisso ao Pai a quem deveria glorificar. Então, ela disse:
Jo. 2:5: “Fazei tudo quanto ele vos disser.”

Que o Senhor nos ajude a estar sempre em completa dependência Dele para que possamos alcançar vitória.

sexta-feira, 5 de setembro de 2008

Pense como as crianças - conclusão


Tenha em mente o ambiente da criança


A fim de pensar como criança, você precisa também descobrir o ambiente em que cada uma vive e determinar como ele afeta as percepeções dela. Ela está crescendo na cidade ou no campo? quais os antecedentes étnicos ou culturais? Qual o seu nível de estudo? As experiências cumulativas de cada criança influenciam sua compreensão do que você está dizendo.

Não esqueça também o grau de exposição da criança à Palavra de Deus. Oque ela sabe sobre a Bíblia? Ela pertence a um lar cristão onde a leitura bíblica faz parte da vida diária, ou a uma família que não faz parte da igreja e nem sequer possui uma Bíblia? Há quanto tempo ela frequenta uma escola dominical, igreja, ou a classe de Boas Novas? Ela tem Bíblia? Lê a mesma regularmente? a criança familiarizada com a Palavra de Deus terá muito mais facilidade de compreensão do que a que não teve contato com a Bíblia. Procure saber os possíveis níveis de exposição enquanto ensina.

Confie então no Espírito Santo para honrar os seus esforços e usar você para ensinar as verdades maravilhosas de Deus às crianças.

Texto extraído da Bíblia de Recursos para o Ministério com Crianças - pág. 1372.
Foto tirada em Primavera do Leste em 2007.